EXAMES

Exames Clínicos

 

Admissionais:

Deverá ser realizado antes que o trabalhador assuma suas atividades.

 

Demissionais:

Deverá ser realizado obrigatoriamente até a data da homologação, desde que o último exame médico ocupacional tenha sido realizado há:

·         Até 135 (cento e trinta e cinco dias) - para empresa com grau de risco 1 ou 2;

·        Até de 90 (noventa dias), para empresa com grau de risco 3 ou 4.

 

Periódicos:

Exames Semestrais: para monitoramentos biológicos, que visam acompanhar as condições de saúde do trabalhador, conforme normatização do PCMSO;

Exames Anuais: para funcionários menores de 18 anos ou com idade a partir de 45 anos, para aqueles que estão sujeitos à exposição dos fatores de risco, previstos no PCMSO, causadores do surgimento ou do agravamento de doenças ocupacionais e para os trabalhadores que são portadores de doenças crônicas, que exijam acompanhamento periódico;

Exames Bienais: para os funcionários que não estão sujeitos a exposição aos riscos ocupacionais, com idade entre 18 e 45 anos.

 

Retorno ao Trabalho:

Deverá ser realizado obrigatoriamente no primeiro dia da volta ao trabalho de trabalhador ausente por período igual ou superior a 15 (dias) dias por motivo de doença ou acidente, de natureza ocupacional ou não, ou parto.

 

Mudança de Função:

Deverá ser realizado por mudança de função e a qualquer alteração de atividade, posto de trabalho ou de setor que implique a exposição do trabalhador a risco diferente daquele a que estava exposto antes da mudança.

 

Acuidade Visual

É uma característica do olho de reconhecer dois pontos muito próximos. Vários fatores especificam a esta acuidade, em especial, a distância entre os fotorrecetores na retina e também da precisão da refração.

Ela é determinada pela menor imagem retiniana percebida pelo indivíduo. Sua medida é dada pela relação entre o tamanho do menor objeto (optotipo) visualizado e a distância entre observador e objeto. A diminuição da acuidade visual causa importante déficit (défice) funcional e considerável morbidade a seus portadores. Seu reconhecimento é importante, pois na maior parte das vezes tal deficiência pode ser corrigida com terapêutica adequada. A acuidade visual pode ser medida através de escalas optótipos.

 

Laboratoriais

Exames laboratoriais complementam a aptidão para diversas atuações. Realizamos exames de sangue, urina, fezes e toxicológico.

 

Eletroencefalograma

Também conhecido como eletroencefalografia (EEG) é uma técnica de exame cerebral capaz de registrar gráficos das correntes elétricas geradas no encéfalo, por meio de eletrodos aplicados no couro cabeludo, na superfície encefálica, ou até mesmo no interior da substância encefálica. É um tipo de exame neurofisiológico útil para avaliar a função do cérebro através da análise da atividade elétrica cerebral espontânea.

Indicado para os mais variados transtornos neurológicos, este exame é essencial para o diagnóstico de epilepsias, demências (como Doença de Alzheimer), encefalopatias diversas (de causa hepática, renal, por efeito de medicamentos, entre outras), infecções do sistema nervoso central (encefalite herpética, panencefalite esclerosante subaguda), alguns casos psiquiátricos e outros transtornos neurológicos.

 

Eletrocardiograma

Exame que verifica a existência de problemas com a atividade elétrica do coração. Cada batida do coração acontece por conta de um impulso elétrico naturalmente gerado por células especiais do coração. O eletrocardiograma regista esses impulsos elétricos e mostra se o ritmo e intensidade destes estão dentro do normal.

 

Espirometria

Espirometria é um exame do pulmão, também conhecido como Prova de Função Pulmonar ou Prova Ventilatória. A espirometria permite o registro de vários volumes e dos fluxos de ar. Em linhas gerais, a espirometria mede a velocidade e a quantidade de ar que um indivíduo é capaz de colocar para dentro e para fora dos pulmões.

 

Audiometria

A audiometria é um exame que tem como objetivo avaliar a capacidade do paciente para ouvir e interpretar sons. Através do exame detectam-se possíveis alterações auditivas e permite orientar o paciente sobre as medidas preventivas ou tratamentos mais adequados para cada caso.

Há, basicamente, dois tipos de exame de audiometria:

 

Audiometria Tonal: avalia as respostas do paciente a sons, emitidos em diversas frequências, detectando assim o grau e o tipo de perda auditiva. É considerado um teste subjetivo porque depende da resposta do examinando aos estímulos auditivos fornecidos pelo examinador. Pode ser feito por via aérea comum ou por via óssea.

 

Audiometria Vocal: avalia a capacidade de compreensão da fala humana. O paciente demonstrará sua percepção e compreensão da fala humana emitida pelo examinador.

Rua Cônego Vieira, 87 - Centro, Barbacena - MG, 36200-040

Rua Dr. Ângelo Barleta, 60 - Centro, Ubá - CEP: 36500-000

32 3333 - 3275 

  • Skype-icon-new-branco
  • White Facebook Icon
  • Instagram - White Circle
  • White Google+ Icon
  • White LinkedIn Icon

©  2023 por Clínica de Medicina. Orgulhosamente criado com Wix.com

whatsapp.png